Segunda, 21 de Junho de 2021
89 99408-9358
Brasil Brasil

Saúde envia 1 milhão de vacinas para 2ª dose a estados e DF

Pelo menos dez capitais chegaram a suspender a aplicação da segunda dose por falta do imunizante CoronaVac

07/05/2021 18h15
Por: Carlos Eduardo Borges Fonte: R7
Instituto Butantan libera novas doses de vacina CoronaVac para o PNI - (Foto: Governo do Estado de São Paulo - 06.05.2021)
Instituto Butantan libera novas doses de vacina CoronaVac para o PNI - (Foto: Governo do Estado de São Paulo - 06.05.2021)

O Ministério da Saúde afirmou nesta sexta-feira (7) que enviou aos estados e Distrito Federal quase 1 milhão de doses da vacina contra a covid-19 produzida no Brasil pelo Instituto Butantan com matéria-prima importada. O novo lote da CoronaVac será destinado apenas para a segunda dose, com o objetivo de completar os esquemas vacinais de mais de 900 mil pessoas.

Pelo menos dez capitais (Belo Horizonte, Campo Grande, Maceió, Salvador, Porto Velho, Recife, João Pessoa, Natal, Teresina e Porto Alegre) chegaram a suspender a vacinação da segunda dose por falta do imunizante CoronaVac. Mas algumas, como Recife, já anunciaram a retomada na segunda-feira (10).

Segundo o ministério, estados e DF poderão utilizar a vacina para conclusão dos esquemas incompletos ou para seguir com a vacinação de grupos prioritários, usando as doses para o esquema completo (dose 1 e 2).

Além disso, a pauta também contempla idosos entre 60 e 64 anos, agentes das forças de segurança e salvamento e Forças Armadas que atuam na linha de frente da pandemia, e trabalhadores da saúde de Santa Catarina. 

A estratégia de distribuição de vacinas, de acordo com o ministério, é revisada semanalmente, observando as confirmações do cronograma de entregas por parte dos laboratórios. "O objetivo é garantir a cobertura do esquema vacinal no tempo recomendado de cada imunizante. No caso da vacina do Butantan, o intervalo entre as doses é de quatro semanas", afirma.

O Ministério da Saúde reforça para que a população tome a segunda dose da vacina mesmo que a aplicação ocorra fora do prazo recomendado pelo laboratório, para assegurar a proteção adequada contra a doença.

PÁTRIA VACINADA

Desde o início da campanha de vacinação contra a covid-19, em 18 de janeiro, já foram destinadas a todas as unidades federativas aproximadamente 75,4 milhões de doses de imunizantes. Até o dia 7 de maio, mais de 46,5 milhões de doses já foram aplicadas. 

Confira abaixo a divisão das doses do Butantan por estado:

Região Norte:
RO – 7,5 mil
AC – 3,2 mil
AM – 14,7 mil
RR – 2,3 mil
PA – 31,2 mil
AP – 3,2 mil
TO – 6,4 mil

Região Nordeste:
MA – 27,7 mil
PI – 13,3 mil
CE – 38 mil
RN – 15,6 mil
PB – 16,9 mil
PE – 40,6 mil
AL – 15 mil
SE – 10 mil
BA – 60,2 mil

Região Sudeste:
MG – 100,2 mil
ES – 20 mil
RJ – 96 mil
SP – 226 mil

Região Sul:
PR – 57,8 mil
SC – 55,8 mil
RS – 63,6 mil

Região Centro-Oeste:
MS – 13,3 mil
MT – 14,8 mil
GO – 32,2 mil
DF – 14,4 mil

Recife 

A  capital pernambucana retoma a vacinação da segunda dose da CoronaVac, na segunda-feira (10). A prefeitura irá remarcar a 2ª dose para quem agendou entre 29/04 e 09/05, por 11 dias. 

Maceió

A Prefeitura de Maceió suspendeu a aplicação da segunda dose de Coronavac na quinta-feira (6), por falta de vacinas, após atender parte das pessoas que estavam agendadas para o dia 27 de abril, e aguarda o repasse de mais imunizantes para a retomada. A vacinação com primeira e segunda doses continuam sendo feitas com o imunizante da AstraZeneca e já se aproxima de finalizar o público com comorbidades e profissionais da saúde. Nesta sexta, Maceió vacina profissionais de saúde com 25 anos ou mais e pessoas com comorbidades a partir dos 35 anos. E já neste sábado, a faixa de idade para profissionais de saúde cai para 18 anos, enquanto para pessoas com comorbidade cai para 25 anos.

Campo Grande

A aplicação da segunda dose de CoronaVac segue suspensa. O município aguarda a chegada de novas doses para retomar o calendário.

Belo Horizonte

A Prefeitura de Belo Horizonte informa que a aplicação de primeira dose da vacina contra a covid-19 segue na capital para o público com comorbidades (Pfizer) e idosos de 60 anos (AstraZeneca). Pessoas de 89 anos e mais também estão sendo imunizadas com a segunda dose (AstraZeneca).

Em relação a vacinação com a CoronaVac, seguindo a orientação do Plano Nacional de Imunização, a Secretaria Municipal de Saúde não guardou as segundas doses do imunizante para os públicos de 67, 66, 65 e 64 anos. Tão logo as vacinas sejam entregues, haverá continuidade da aplicação de segundas doses do imunizante.

Teresina

A Prefeitura de Teresina lançou mais um cronograma de postos drive-thru para a vacinação contra a covid-19. Com início nesta sexta-feira (7), os pontos estarão espalhados pela cidade para imunizar pessoas com comorbidades de 58 e 59 anos, gestantes e mulheres no pós parto com comorbidades (a partir dos 18 anos), pessoas com síndrome de down (a partir dos 18 anos) e pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 55 a 59 anos.

Natal

A Prefeitura de Natal dá continuidade à campanha de imunização contra a covid, com nova etapa de público prioritário a partir da próxima segunda-feira (10). As pessoas que vivem com HIV/Aids poderão se vacinar de 10 a 14 de maio, das 8h às 15h, em quatro pontos da capital: Serviço de Atendimento Especializado (SAE) Natal, Ambulatório Municipal de Transsexuais e Travestis (Ambulatório TT), Policlínica Zona Norte e no Hospital Giselda Trigueiro. Os locais já são pontos de referência para atendimento desses pacientes e as equipes realizaram contato prévio informando a disponibilidade da vacina com imunizante da Pfizer para esse público.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.