Segunda, 26 de Outubro de 2020
89 99408-9358
Economia Auxílio

Auxílio emergencial é prorrogado até dezembro com menor valor

Ajuda criada para atender trabalhadores informais e desempregados durante a pandemia do novo coronavírus vai até dezembro com valor menor. Congresso precisa aprovar mudança de valor do benefício

01/09/2020 10h09 Atualizada há 2 meses
Por: Carlos Eduardo Borges Fonte: Valor Investe
Auxílio emergencial é prorrogado até dezembro com menor valor

O auxílio emergencial vai ser prorrogado até dezembro. O anuncio foi feito nesta terça-feira (1º de setembro) pelo presidente Jair Bolsonaro, mas terá valor menor: R$ 300.

 

A medida provisória precisa ser votada pelo Congresso, uma vez que houve mudança no valor original do benefício, que é de R$ 600 atualmente.

Criado inicialmente para durar três meses - abril, maio e junho -, o auxílio ganhou mais duas parcelas (julho e agosto). Agora vai até dezembro com mais quatro pagamentos. Os detalhes de quando e como estas parcelas vão ser pagas ainda não foram definidos.

Os beneficiários do Bolsa Família vão poder sacar a sexta parcela do auxílio emergencial entre 17 e 30 de setembro, calendário habitual do programa - sempre nos dez últimos dias do mês, de acordo com número final do NIS.

 

Números do programa

O auxílio emergencial foi criado para atender trabalhadores informais e desempregados durante a pandemia do novo coronavírus. Segundo a Caixa Econômica Federal, o programa atende 67,2 milhões de beneficiários e pagou - até 31 de agosto - R$ 184,6 bilhões.

Dos que têm direito a receber a ajuda do governo, 19,2 são do cadastro do Bolsa Família, 10,5 milhões são do Cadastro Único do Governo e 37,5 milhões foram aprovados após inscrição no aplicativo ou pelo site. 113,3 mil pessoas aguardam reanálise para receber a ajuda.

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.